Itália registou esta quinta-feira aumento de contágios de covid-19, ao contabilizar 8.804 novos casos nas últimas 24 horas, contra os 7.332 da véspera, o que constitui um novo recorde absoluto de infeções desde o início da pandemia.

Segundo os dados do Ministério da Saúde italiano, o total de novos contágios coincide com o aumento do número de estes de diagnóstico que, nas últimas 24 horas, ascenderam a quase 163.000.

Com os novos casos diários de infeção, Itália acumula desde fevereiro 381.602 pessoas infetadas com o novo coronavírus.

Em relação aos óbitos nas últimas 24 horas, o Ministério da Saúde italiano contabilizou 83, quase o dobro dos registados quarta-feira, elevando o total de mortes para 36.372.

A aumentar continua também o número de pacientes hospitalizados, que são já quase 5.800 em todo o país, enquanto o de internados nas unidades de cuidados intensivos subiu em 47 para um total de 586.

O Governo italiano está a aprovar várias restrições por decreto – foi prolongado o estado de emergência até 31 de janeiro de 2021 -, embora o primeiro-ministro Giuseppe Conte negue, para já, que o país possa regressar novamente a um confinamento total.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão e noventa e três mil mortos e mais de 38,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

/ CE