As autoridades da prefeitura japonesa de Gifu abateram 80 mil galinhas numa região onde foi detetada, no sábado, uma variante altamente infecciosa do vírus da gripe aviária.

Cerca de 100 galinhas foram encontradas mortas numa quinta na localidade de Yamagata, e a maioria testou positivo à presença do subtipo H5 do vírus.

As autoridades de saúde locais já realizaram inspeções em quatro das 13 quintas num raio de dez quilómetros em torno da zona afetada e continuaram com inspeções hoje, de modo a comprovar se o vírus se pode ter expandido na região.

Foi também proibida a movimentação de aves e ovos no mesmo raio de dez quilómetros em torno da quinta afetada pelos vírus, informou a agência Kyodo.

Desde novembro, o subtipo altamente infeccioso H5 da gripe aviária foi detetado também em quintas avícolas em Hokkaido e Aomori (norte), Niigata (noroeste) e em Kumamoto e Miyazaki (sudoeste) e o número de aves abatidas desde então já supera um milhão.

Esta é a primeira vez que o vírus reaparece no Japão desde o final de 2014, e do pior surto desde 2011, quando o vírus foi detetado em quintas na província de Miyazaki e obrigou ao abate de cerca de 700 mil aves.