As forças de Israel terão iniciado um novo ataque na Faixa de Gaza esta terça-feira, naquele  que será o primeiro confronto desde o cessar-fogo em maio.

De acordo com a AFP e a Reuters, que citam fontes de segurança palestinianas, o ataque foi levado a cabo pela Força Aérea Israelita após militantes no território da Palestina terem atingido a zona Sul de Israel com balões incendiários.

Em comunicado, entretanto publicado, a Força de Defesa de Israel (IDF) disse que os seus militares estão "prontos para todos os cenários, incluindo um novo conflito armado, em resposta aos atos terroristas que emanam de Gaza".

Os ataques ocorrem num momento em que manifestantes ultranacionalistas israelitas agitam bandeiras em Jerusalém Oriental, de maioria árabe, naquilo que pode ser entendido como uma provocação aos palestinianos.

Será o primeiro surto de violência desde que as forças israelitas e os militantes do Hamas concordaram com um cessar-fogo no dia 21 de maio, que colocou um termo a 11 dias de ataques violentos.

Os ataques a Gaza são as primeiras ações militares contra o Hamas do novo governo israelita do primeiro-ministro Naftali Bennett.