Ursula von der Leyen foi eleita, esta terça-feira à tarde, presidente da Comissão Europeia, com 383 votos. Von der Leyen precisava de 374 votos para ser eleita e acabou obter mais nove votos dos que eram necessários. 

A, até agora, ministra da Defesa do governo de Angela Merkel, faz história ao ser a primeira mulher a ser eleita para o principal cargo de poder na União Europeia.

Candidata indigitada pelo Conselho Europeu para a presidência da Comissão Europeia, a conservadora Von der Leyen, 60 anos, irá assim suceder, em 1 de novembro, ao luxemburguês Jean-Claude Juncker, que liderou o executivo comunitário nos últimos cinco anos, tornando-se na primeira mulher a ocupar o cargo.

A nova presidente da Comissão Europeia precisava de pelo menos 374 votos para ser eleita - metade dos eurodeputados mais um -, tendo superado a maioria absoluta por apenas nove votos.

Segue-se agora o processo de composição do novo Colégio de Comissários, que será submetido a um voto de aprovação em outubro.