Angola ficou classificada no 43.º lugar do Índice Ibrahim de Governação Africana (IIAG) 2020, mostrando sinais de progresso crescente, de acordo com um relatório publicado esta segunda-feira. 

Angola somou 40 pontos em 2019, mais 5,4 do que em 2010, sendo o terceiro país entre 54 que mais melhorou nos últimos cinco anos. 

Foi também um dos único oito, juntamente com Chade, Costa do Marfim, Etiópia, Madagáscar, Seicheles, Sudão e Togo, que conseguiu evoluiu positivamente na última década nas quatro categorias: "Segurança e Estado de direito", "Participação, direitos e inclusão", "Bases para as oportunidades económicas" e "Desenvolvimento humano".

Ainda assim, Angola é o país com a pior pontuação da África Austral, muito atrás dos 66,9 pontos do líder Botsuana. 

O Índice Ibrahim de Governação Africano (IIAG) mede anualmente a qualidade da governação em 54 países africanos através da compilação de dados estatísticos do ano anterior.  

Em 2019, registou um declínio anual pela primeira vez desde 2010 da pontuação média geral, que diminuiu 0,2 pontos para 48,8 em relação aos 49 pontos de 2018.

/ LF