O príncipe Harry e Meghan Markle vão perder os títulos reais e deixarão de receber fundos públicos britânicos a partir da próxima primavera, anunciou este sábado o palácio de Buckingham.

Os duques de Sussex irão ainda pagar as verbas usadas para redecorar Frogmore Cottage, que continuará a ser a residência do casal e do filho Archie no Reino Unido, nos arredores do castelo de Windsor. São cerca de 2,4 milhões de libras (2,82 milhões de euros).

Harry e Meghan deixarão também de representar formalmente a rainha.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by The Duke and Duchess of Sussex (@sussexroyal) on

Em comunicado, Isabel II informou que "depois de muitos meses de negociações e discussões mais recentes, estou satisfeita por anunciar que juntos encontrámos uma forma construtiva para que o meu neto e a sua família sigam em frente. Harry, Meghan e Archie serão sempre membros muito amados da minha família", refere a nota. 

Reconheço os desafios que tiveram devido ao intenso escrutínio nos últimos dois anos e apoio o desejo deles de viverem uma vida mais independente", lê-se ainda na nota da rainha. "É o desejo de toda a minha família que o acordo de hoje lhes permita começar uma nova vida feliz e pacífica".

Numa nota do Palácio de Buckingham, explicitam-se os contornos do novo acordo. 

O duque a duquesa de Sussex estão gratos a Sua Majestade e à família real pelo apoio à medida que embarcam num novo capítulo das suas vidas. Conforme acertado neste novo acordo, compreendem que lhes é exigido que se afastem dos deveres reais, incluindo eventos militares oficiais. Não receberão fundos públicos para o cumprimento dos deveres reais", refere a nota, que dá conta de que estas mudanças terão efeito já a partir da próxima primavera. 

Com a bênção da rainha, os Sussex irão manter os seus mecenatos privados e associações. Ainda que não possam continuar a representar formalmente a rainha, os duques deixaram claro que tudo que façam será fiel aos valores de Sua Majestade", refere ainda o comunicado, que realça que os Sussex não usarão títulos reais, porque já não são "membros trabalhadores da família real".

Sabe-se ainda que Harry e Meghan manifestaram vontade de pagar pela redecoração de Frogmore Cotage, que continuará a ser a residência do casal no Reino Unido.

"O Palácio de Buckingham não comenta os detalhes dos acordos em relação à segurança. Há processos estabelecidos e independentes que determinam a necessidade de segurança financiada publicamente", termina a nota, que refere apenas que "o novo modelo entrará em vigor na primavera de 2020". 

/ BC