O inferno na terra na vila de Paradise. Continua a aumentar o número de vítimas dos fogos na Califórnia. As autoridades norte-americanas elevaram, no sábado à noite, o número de mortos para 76. 

O xerife do condado de Butte, Korey Honea, informou que as equipas de resgate descobriram mais cinco corpos e que as autoridades possuem uma lista de 1.300 pessoas desaparecidas.

O anterior balanço dava conta de 71 mortos e de mil desaparecidos.

O incêndio praticamente devastou Paradise, vila de 27 mil habitantes, e destruiu parcialmente as localidades vizinhas de Magalia e Concow. Quatro dos corpos foram encontrados em Paradise, o outro em Concow.

Arderam cerca de dez mil habitações.

As chamas daquele que é o incêndio mais mortífero da história da Califórnia desde que existem registos consumiram já mais de 570 quilómetros quadrados.

Dez dias depois dos fogos, o presidente norte-americano visitou Paradise, enganou-se a pronunciar o nome e desvalorizou os efeitos das alterações climáticas em fenómenos como este. (Veja o vídeo associado a esta artigo).