As autoridades de saúde finlandesas anunciaram esta sexta-feira suspender a administração de vacinas contra a covid-19 da AstraZeneca.

A decisão ocorre um dia após a Agência Europeia do Medicamento ter garantido que a vacina é segura e eficaz.

Vários países da Europa, que tinham suspendido a administração da vacina por temerem ligações com eventos tromboembólicos, retomaram esta quinta-feira as inoculações com AstraZeneca.

A Finlândia foi um dos países europeus que decidiu pela não suspensão da vacina, num momento em que cerca de 20 países, incluindo Portugal, colocaram um travão nas inoculações.

O anúncio do regulador europeu esta quinta-feira não foi convincente para os países da Escandinávia. Pouco depois da declaração da diretora-executiva da Agência, a Suécia, a Dinamarca e a Noruega comunicaram que não iriam vacinar com AstraZeneca até terem uma decisão do regulador nacional respetivo.