O presidente cubano, Miguel Diaz-Canel, foi eleito esta segunda-feira secretário-geral do Partido Comunista Cubano, sucedendo a Raúl Castro.

Esta eleição marca o fim de seis décadas de domínio da família Castro no partido.
 

O oitavo congresso do Partido Comunista decorreu até esta segunda-feira, em Havana.

O anúncio da saída de Raúl Castro tinha sido feito no sábado, pelo próprio.

"Nada me obriga a tomar esta decisão. Acredito fervorosamente na força, no valor do exemplo e na compreensão dos meus compatriotas."

Miguel Díaz-Canel tem 60 anos e é presidente do país desde 2018, sendo visto como o rosto da "nova geração" de políticos revolucionários cubanos.

Catarina Pereira