As autoridades da Guatemala ordenaram hoje a retirada da população de pelo menos oito comunidades do país, devido à quinta erupção do vulcão de Fogo este ano.

O vulcão, de 3.763 metros de altura, situa-se nas regiões de Escuintla, Chimaltenango e Sacatepéquez, a 50 quilómetros a oeste da capital da Guatemala.

O porta-voz do Coordenador Nacional para Redução de Desastres, David de Leon, disse que a população de pelo menos oito comunidades deve retirar-se e procurar estabelecer-se em áreas mais seguras.

A 3 de junho, o vulcão de Fogo registou uma das erupções mais fortes da sua história, afetando quase dois milhões de pessoas. De acordo com o último balanço das autoridades, pelo menos 194 pessoas morreram e outras centenas ainda estão desaparecidas.

Este pequeno país da América central situa-se no “anel de fogo do Pacífico”, uma zona que concentra cerca de 90% da atividade sísmica terrestre.