As autoridades do Chile anunciaram que, no sábado à noite, um sismo de magnitude 6,7 na escala de Richter matou pelo menos duas pessoas e deixou milhares sem eletricidade no norte do país.

As autoridades já descartaram o risco de tsunami, mas o Centro Sismológico do Chile ordenou a evacuação preventiva de uma parte da costa da região de Coquimbo.

O serviço de emergência nacional chileno afirmou que duas pessoas sofreram ataques de coração devido ao sismo.

As autoridades dizem que cerca de 20 mil pessoas continuam sem eletricidade no norte do país, que já sentiu um sismo de 8,3 de intensidade em 2015, e que vitimou mais de uma dúzia de pessoas.

De acordo com o Serviço Geológico dos EUA, o tremor foi sentido às 19:32 (22:32), com epicentro localizado a 15,6 quilómetros a sudoeste de Coquimbo e a uma profundidade de a 53 quilómetros.Em 2010, um sismo seguido de tsunami deixou 525 mortos e 26 desaparecidos no país. O Chile, localizado no Anel de Fogo do Pacífico, é considerado um dos países com mais sismos do planeta.