O ministério da saúde russo registou uma nova vacina contra a covid-19, a CoviVac, a terceira desenvolvida no país, anunciou hoje o primeiro-ministro da Rússia, Mikhail Mishustin.

Quero começar com uma notícia muito boa. Verificámos hoje que a terceira vacina, a CoviVac, produzida pelo Centro Chumakov, foi registada”, referiu o chefe do Governo russo, numa reunião sobre o andamento do processo de vacinação no país.

Mikhail Mishustin disse que em meados de março entrarão em circulação as primeiras 120 mil doses da nova vacina, tendo acrescentado que a indústria farmacêutica russa tem estado a aumentar permanentemente a produção de vacinas contra a covid-19.

Já produzimos mais de 10 milhões de doses da vacina Sputnik V e cerca de 80 mil doses da EpiVacCorona e, em breve, avançaremos com a terceira linha de produção da CoviVac”, precisou o primeiro-ministro russo, citado pela agência oficial RIA Novosti.

Por seu lado, a vice-primeira-ministra Tatiana Golíkova adiantou que a Rússia pretende produzir 88 milhões de doses de vacinas durante o primeiro semestre deste ano, sendo 83 milhões da Sputnik V.

Relativamente ao processo de vacinação no país, Golíkova indicou que 45% das pessoas com mais de 60 anos foram vacinadas, percentagem que considerou “insuficiente”, tendo apelado às autoridades regionais para que intensifiquem esforços.

/ CM