Um norte-americano do Arizona, no sudoeste dos Estados Unidos, dedicou os últimos três anos a acumular centavos na garagem, para construir a maior pirâmide do mundo com moedas e entrar no livro de recordes mundiais Guinness.

Cory Nielsen, de 55 anos, residente em Phoenix, construiu uma pirâmide com mais de um milhão de centavos e apelidou-a de "Cooper Beast". O objetivo de Nielsen é bater o recorde alcançado na Lituânia, em 2014.

Para tal, o norte-americano criou um canal na rede de partilha de vídeos YouTube para registar todo o processo de construção daquela pirâmide, já com 1.030.315 centavos, conhecidos nos Estados Unidos como o nome de "penny".

Nielsen conseguiu todas estas moedas, pedindo aos seguidores do canal que as enviassem para a sua casa.

"Em tempo real, passei um total de 1,8 anos em construção e descansei 425 dias", comentou o homem, num dos 46 vídeos divulgados no seu canal no YouTube.

Os porta-vozes do Guinness Book of World Records confirmaram ao jornal New York Post que receberam o pedido de validação do novo recorde, mas informaram que este processo pode demorar várias semanas até ser possível efetuarem a visita de verificação, uma vez que recebem cerca de mil solicitações por semana.

A maior pirâmide de moedas do mundo foi feita por Vytautas JakStas e Domas Jokubauskis na Lituânia, que usaram 1.000.935 moedas para concluir o trabalho em 2014.

Segundo o New York Post, Cory Nielsen pretende, após ser premiado com o recorde do Guinness, trocar as moedas pelo equivalente em notas: Mais de 10.000 dólares.

"O meu próximo vídeo será sobre a destruição desta pirâmide, depois farei um vídeo para levar todas essas moedas ao banco para serem trocadas", disse.