A Comissão Europeia está a preparar-se para avançar com uma ação judicial contra AstraZeneca. A notícia está a ser avançada esta quinta-feira pelo jornal Político. 

A decisão foi debatida, na quarta-feira, numa reunião com representantes dos 27 Estados-membros, na qual a grande maioria concordou em processar a farmacêutica, devido aos atrasos na entrega de vacinas à União Europeia, bem como o não cumprimento com aquilo que estava estabelecido contratualmente. 

Por isso mesmo, segundo o Político, o objetivo desta ação judicial é obrigar a AstraZeneca a entregar as doses da vacina contra a covid-19 que estavam contratualizadas. 

O clima de tensão entre a Comissão Europeia e a AstraZeneca já dura desde janeiro, quando a farmacêutica anunciou que não seria capaz de fornecer aos 27 o número de doses inicialmente previsto. 

Recorde-se que, no final do primeiro trimestre, a empresa entregou 30 milhões de vacinas aos Estados-membros, quando o contratualizado eram 100 milhões. Relativamente ao segundo trimestre, deveriam ter sido entregues 300 milhões de doses, mas só chegaram 70 milhões. 

Estas falhas provocaram atrasos e complicações nos planos de vacinação dos países da União Europeia. 

Cláudia Évora