A Coreia do Sul informou que está a negociar com as Nações Unidas, Estados Unidos e outros países uma isenção temporária de sanções contra o regime norte-coreano para desenvolver um projeto ferroviário conjunto com o país vizinho.

"No que diz respeito ao estudo ferroviário conjunto, estão a ser levadas a cabo consultas com os Estados Unidos, as Nações Unidas e outros países relevantes", disse um membro do Ministério da Unificação sul-coreano à agência de notícias Yonhap.

As duas Coreias acordaram iniciar entre o final de novembro e início de dezembro os trabalhos para modernizar e, eventualmente, ligar as redes férreas e viárias, em cumprimento com o acordado alcançado nas cimeiras de abril e setembro.

O projeto foi adiado vários meses, depois do Comando das Nações Unidas na Coreia, liderado pelos Estados Unidos, bloquear o acesso aos materiais necessários para o estudo no terreno por parte da Coreia do Norte, alegando problemas processuais.

O bloqueio é interpretado por alguns como um sinal do descontentamento de Washington sobre uma possível violação das sanções impostas ao regime norte-coreano e a aceleração da cooperação intercoreana, num momento em que as negociações sobre a desnuclearização parecem estar paralisadas.

O oresidente sul-coreano, Moon Jae-in, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, concordaram, nas reuniões, intensificar a cooperação e o intercâmbio entre os dois países.