Oito detidos. É este o balaço da Scotland Yard depois de vários raides em Londres, Birmingham e outras partes do país. 

De acordo com o chefe da unidade antiterrorista da polícia de Londres, Mark Rowley, em conferência de imprensa em frente à sede da Scotland Yard, centenas de agentes trabalharam durante a noite e efetuaram buscas em seis casas, tendo detido oito pessoas de várias nacionalidades. 

As investigações em Birmingham, em Londres e em outras partes do país continuam. Ainda temos a convicção - que continua a ser confirmada pela nossa investigação - que este atacante agiu sozinho e foi inspirado pelo terrorismo internacional. Não temos informações específicas sobre novas ameaças ao público ".

O número de vítimas mortais foi entretanto corrigido para quatro. Segundo Rowley, as vítimas mortais são uma mulher, de nacionalidade espanhola, de 43 anos, um homem com cerca 50 anos, o agente Keith Palmer e o atacante.

Quatro pessoas morreram e 40 ficaram feridas - 29 das quais ainda estão internadas, sete em estado grave - quando um carro atravessou a ponte de Westminster, em Londres, e abalroou várias pessoas.

Esta quinta-feira de manhã, Theresa May revelou no Parlamento que os feridos são 12 britânicos, três crianças francesas, dois romenos, quatro sul-coreanos, dois gregos, um alemão, um polaco, um irlandês, um chinês, um italiano e um norte-americano.

Andreia Miranda / Em atualização