O mais recente balanço feito pelo Ministro da Terra e do Ambiente, Celso Correia, revelou que subiu para 417 o número de mortos provocados pelo ciclone Idai em Moçambique. 

De acordo com o ministro, a situação está a melhorar, mas ainda é crítica.

A atualização de números foi feita hoje em conferência de imprensa no centro de operações de socorro, no aeroporto da cidade da Beira.

Entretanto, o terceiro avião com apoio do Estado português aterrou este sábado na cidade da Beira pelas 15:00 (13:00 em Lisboa).

O ciclone afetou pelo menos 2,8 milhões de pessoas nos três países africanos e a área submersa em Moçambique é de cerca de 1.300 quilómetros quadrados, segundo estimativas de organizações internacionais.

A cidade da Beira, no centro litoral de Moçambique, foi uma das mais afetadas pelo ciclone, na noite de 14 de março.