O nível de ameaça terrorista no Reino Unido foi elevado de "severo" para "crítico", devido ao risco "iminente" de acontecerem mais atentados semelhantes ao de Manchester, indicou, a primeira-ministra do país.

Tudo sobre o atentado de Manchester

Em conferência de imprensa, Theresa May explicou que a possibilidade de existirem vários cúmplices do atentado "não pode ser ignorada".

Tendo por base as investigações de hoje concluímos que o nível de ameaça deve ser aumentado de 'severo' para 'crítico'. Isto significa que na [visão das autoridades] a possibilidade de um ataque não é apenas muito provável, como pode estar iminente", afirmou Theresa May, segundo a Reuters.

O Secretário de Estado da Defesa já aprovou o pedido da polícia que solicitava ajuda das forças armadas, e a primeira-ministra admite a possibilidade da presença de militares em eventos públicos.

O atentado desta terça-feira na Arena de Manchester, após um concerto de Ariana Grande, provocou a morte a 22 pessoas e deixou mais de 50 feridas.

O ataque foi perpetrado por um bombista suicída de 22 anos, já identificado como Salman Abedi.