Um português ficou ferido na tempestade de relâmpagos na Polónia, disse à TVI fonte da secretaria de Estado das Comunidades. 

Segundo informações obtidas pelas Embaixada de Portugal em Varsóvia junto das autoridades polacas, o cidadão ficou ferido sem gravidade e deverá ter alta ainda hoje do hospital de Zakopane", referiu a mesma fonte. "Este cidadão não estava inscrito na secção consular da Embaixada de Portugal em Varsóvia e não foi ainda possível estabelecer contacto direto com ele. Esta ocorrência continuará a ser acompanhada pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros através da Embaixada de Portugal em Varsóvia".

As autoridades polacas estão à procura de cinco pessoas que estão desaparecidas nas montanhas Tatra, depois de uma tempestade de relâmpagos que fez quatro mortos na Polónia e um na Eslováquia.

Entre as vítimas mortais há duas crianças e um turista checo.

Há, ainda, registo de mais de 150 feridos, que sofreram queimaduras, fraturas e problemas de coração. Destes, 22 permanecem hospitalizados.

Estão a ser realizadas buscas no famoso pico Giewont, onde estavam dezenas de turistas quando se deu a tempestade, na tarde de quinta-feira.

Cinco pessoas não regressaram aos seus alojamentos e é, por isso, nas encostas de Giewont que os operacionais estão concentrados, segundo disse o responsável pelos serviços de emergência de Tatra, Jan Krzysztof, à agência Associated Press.

/ BC