Três polícias franceses foram esta quarta-feira mortos a tiro após responderem a uma ocorrência de violência doméstica numa vila remota no Centro do país.

De acordo com a agência Reuters, há ainda um quarto agente policial que ficou com ferimentos graves na sequência do tiroteio iniciado por um homem armado.

O autarca da cidade de Saint-Just, perto do local do incidente, afirma que uma equipa de reação rápida já está no local e que os polícias mortos foram chamados para uma denúncia de violência doméstica numa vila a 180 quilómetros da cidade de Lyon. 

Quando a polícia chegou ao local da denúncia, um homem começou a disparar contra os agentes, tendo incendiado a casa onde vivia com a mulher.

A mulher, alegadamente vítima de violência doméstica, procurou refúgio no teto da casa e já foi resgatada pelas autoridades. Segundo o canal BFMTV, a casa foi totalmente consumida pelas chamas.

O ministro do Interior francês avançou que o suspeito foi encontrado morto pelos mais de 300 polícias destacados para o localizar e travar.

No Twitter, Gérald Darmanin afirma que se encontra a caminho do local do crime.