Três homens foram detidos esta quarta-feira por possível ligação ao ataque em Manchester, segundo informou a polícia inglesa.

Os suspeitos foram detidos na zona sul de Manchester. Não foram revelados mais pormenores.

A BBC avançou que um dos detidos é irmão do bombista suicida. Uma notícia que foi confirmada esta tarde pelo próprio pai do alegado bombista. Ramadan Abedi confirmou à Associated Press que o filho Ismail foi detido pelas autoridades britânicas.

Outro dos detidos será Adel Forjani, segundo o The Guardian, que cita um vizinho do suspeito. De acordo com este testemunho, o detido, na casa dos 40 anos, é proveniente da Líbia e vive naquela zona residencial com a família, a mulher e quatro filhos, há cerca de 15 anos.

Já na terça-feira tinha sido detido um homem de 23 anos por possível envolvimento no ataque.

 

Parlamento fechado ao público

O parlamento britânico está encerrado ao público devido ao aumento do nível de ameaça terrorista no Reino Unido.

“Consequentemente, todas as excursões, eventos e banquetes serão cancelados com efeito imediato. Esta norma continuará em vigor até o alerta mudar”, diz o site do parlamento.

O parlamento não está atualmente a funcionar, devido às eleições marcadas para 8 de junho.

A ministra britânica da Administração Interna admitiu, esta quarta-feira, que o bombista suicida, identificado como Salman Abedi, de 22 anos, poderá não ter agido sozinho.

Até ao momento, foram identificadas dez das 22 vítimas mortais do atentado.