Israel anunciou novos bombardeamentos a posições do movimento islâmico Hamas na Faixa de Gaza, em retaliação ao lançamento de granadas de morteiro e balões incendiários do enclave palestiniano para Israel.

"Caças, aviões militares e tanques têm como alvo posições militares do Hamas no sul da Faixa de Gaza", incluindo "infraestruturas subterrâneas", indicaram as autoridades israelitas em comunicado.

Israel tem bombardeado Gaza quase diariamente desde 6 de agosto, depois de granadas de morteiro e balões incendiários terem sido lançados do território palestiniano através da fronteira, o que gerou dezenas de incêndios em Israel, reduzindo a cinzas colheitas e mato.

Apesar de uma trégua no ano passado, sob mediação da ONU, Egito e Catar, Hamas (que controla o Governo na Faixa de Gaza) e Israel, que já travaram três guerras (2008, 2012, 2014), confrontam-se esporadicamente.

Segundo analistas palestinianos, as ações realizadas a partir de Gaza visam pressionar o Estado judeu a permitir a entrada da ajuda financeira do Catar no enclave, prevista no acordo de trégua.

As novas hostilidades surgem antes da visita do secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, a Jerusalém, para uma viagem de cinco dias no Médio Oriente, com foco no acordo de normalização entre Israel e os Emirados Árabes Unidos, ao qual os palestinianos se opõem.

/ AM