O número de mortes pelo novo coronavírus em Itália aumentou para onze esta terça-feira.

As autoridades italianas confirmaram, através do porta-voz da Proteção Civil, Angelo Borrelli, a morte de mais três pessoas no norte do país. As três vítimas foram registadas nas comunas de Bérgamo, San Fiorano e Codogno, tendo 84, 91 e 83 anos, respetivamente. Posteriormente, os meios de comunicação italianos avançaram com a morte de uma quarta pessoa esta terça-feira. Trata-se de uma mulher com 76 anos, que morreu na cidade de Treviso, região de Veneto.

Os números de novos casos foram também atualizados, com Itália a totalizar 322 casos do vírus Covid-19. A infeção já chegou a nove regiões diferentes.

Em conferência de imprensa, Angelo Borrelli disse que há agora casos do novo coronavirus nas regiões da Toscana e da Sicília.

A maioria dos casos estão registados na região da Lombardia, cujo total de casos é de 240. Existem ainda infetados nas regiões de Veneto (42), Emilia Romanha (26), Toscânia (2), Lácio (3), Piemonte (3), Sicília (3), Alto Adige (1) e Ligúria (1).

O balanço provisório da epidemia do coronavírus Covid-19 é de 2.707 mortos e cerca de 80.300 pessoas infetadas, de acordo com dados reportados até esta terça-feira, por cerca de 30 países.

A Organização Mundial de Saúde declarou o surto do Covid-19 como uma emergência internacional, e alertou para uma eventual pandemia, após um aumento repentino de casos em Itália, Coreia do Sul e Irão, nos últimos dias.

Países junto a Itália decidem manter fronteiras abertas

Todos os países vizinhos da Itália “comprometeram-se a manter as fronteiras abertas”, apesar da multiplicação repentina de casos de infetados com coronavírus Covid-19 no país, anunciou o ministro da Saúde italiano, Roberto Speranza.

O encerramento das fronteiras “seria um erro e [uma medida] desproporcional”, explicou no final de uma reunião ministerial em Roma entre a Itália, a França, a Suíça, a Áustria, a Croácia, a Alemanha e a União Europeia.

Os ministros também decidiram “avaliar caso a caso” o possível cancelamento de grandes eventos, referiram em comunicado conjunto.

As autoridades italianas anunciaram esta terça-feira existência de cem novos casos de infetados com Covid-19, existindo agora no país mais de 322 pessoas contagiadas em oito regiões diferentes, verificando-se já onze mortos, no país.

Em conferência de imprensa, o presidente da Proteção Civil italiana, Angelo Borrelli, disse os casos estavam, até aqui, concentrados no norte do país, mas que já há infetados do novo coronavirus nas regiões de Toscana e Sicília, no centro e sul de Itália.

/ RL-Atualizada às 18:18