As mortes por Covid-19 em Itália ultrapassam as 7.500, anunciou a proteção civil italiana, nesta quarta-feira.

Nas últimas 24 horas morreram mais 683 doentes, elevando para 7.503 o número total de óbitos. 

Relativamente ao anterior balanço, há mais 5.210 infetados. São agora 74.386.

Na conferência de imprensa de balanço diário não esteve presente, como habitualmente, o chefe da Proteção Civil, Angelo Borrell, por suspeita de estar infetado com o novo coronavírus.

Angelo Borrelli está com febre e, por isso, está a realizar testes de despistagem.

Quanto aos que superaram a doença, há mais 1.036 doentes recuperados, 9.362 no total.

A Lombardia continua a ser a região mais afetada de Itália, com 4.178 mortos e 30.703 infetados.

Itália é o país mais afetado pela pandemia de Covid-19, que teve origem na China. Segue-se Espanha, com mais de 3.400 mortes, que já ultrapassou a própria China (cerca de 3.200 óbitos).

O novo coronavírus já infetou perto de 428 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 19.000.

/ CM