As autoridades de saúde da Dinamarca vão prolongar a suspensão da administração da vacina da AstraZeneca contra a covid-19 por mais três semanas.

A decisão surge após o país ter registado mais dois casos de coágulos após toma da vacina da AstraZeneca, um deles fatal.

Os novos casos de coágulos e hemorragia cerebral foram identificados em profissionais de saúde.

Um dos profissionais de saúde morreu e ambos receberam a vacina contra a covid-19 da farmacêutica anglo-sueca, em parceria com, a Universidade de Oxford, menos de duas semanas antes de adoecerem, de acordo com as autoridades de saúde de Copenhaga.