Um sismo de magnitude de 6,8 na Escala de Richter atingiu esta noite a Grécia, revelou o Serviço Geológico dos Estados Unidos. Não há registo de feridos graves.

O sismo ocorreu ao largo da Ilha de Zaquintos, com epicentro no Mar Jónico, a cerca de 124 quilómetros a sudoeste de Patras. Minutos após o sismo, deu-se uma réplica de 5,2 na Escala de Richter e foi emitido um alerta de tsunami que viria a ser desativado horas depois.

O sismo ocorreu às 22:54 locais (mais uma hora em Lisboa).

“Foi um sismo forte que foi sentido na Grécia ocidental, em Atenas, nos Balcãs, em Itália e na Líbia", afirmou o sismólogo Gerasimos Papadopoulos do Instituto Geodinâmico de Atenas. 

O abalo provocou vários na ilha de Zaquintos e levou ao encerramento de escolas, na manhã de sexta-feira.

O principal porto da ilha de Zakynthos ficou danificado, assim como  o passadiço e alguns barcos, e a cidade ficou sem energia durante várias horas. Foram ainda registadas quedas de rochas e parte de uma igreja colapsou em Pyrgos, causando ferimentos ligeiros em algumas pessoas. 

De acordo com a imprensa internacional, o receio das réplicas - foram sentidas 15 ao longo da noite - fez com que vários residentes passassem a noite dos carros. 

A Grécia está localizada numa das regiões mais propensas a sismos do mundo, com milhares registados todos os anos, mas poucos causaram feridos ou danos significativos. 

A ilha de Zakynthos já teve sérios sismos no passado e, devido a este facto, tem um código de segurança para construções muito rigoroso.