A rede social Facebook “bloqueou” a conta do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, por violar sua política de desinformação da covid-19, anuncia a Agência France-Presse (AFP).

Segundo a AFP, o Facebook anunciou este sábado que “bloqueou” a conta de Nicolás Maduro por 30 dias, depois de “repetidas violações” da política da empresa americana, relativamente à desinformação ligada à covid-19.

Devido a repetidas violações dos nossos regulamentos, bloqueámos a página durante 30 dias, período durante o qual só poderá ser lida”, adiantou um porta-voz da empresa à AFP.

A Venezuela contabilizou 1.532 mortes e 154.165 casos da covid-19, desde o início da deteção da doença no país, em março de 2020.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.768.431 mortos no mundo, resultantes de mais de 126 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

/ MJC