As autoridades alemãs retiraram, esta sexta-feira, a Área Metropolitana de Lisboa da lista de "alto risco" de contaminação por covid-19, mantendo, no entanto, o Algarve. Recorde-se que a Alemanha, a 13 de agosto, tinha retirado Portugal desta lista, à exceção destas duas regiões. 

O Instituto Robert Koch (RKI) de virologia decidiu ainda retirar Espanha e o Chile. Esta medida só entra em vigor a partir das 00:00 de domingo, 29 de agosto.

Já no sentido aposto, passam a integrar a lista de "alto risco" a Jamaica, Santa Lúcia e São Cristóvão e Nevis. Significa isto que os viajantes não vacinados são colocados numa quarentena de 10 dias, reduzíveis a cinco se for apresentado um teste negativo ao fim do quinto dia.

O Algarve já integra esta lista vermelha desde o dia 7 de julho. 

A manutenção do Algarve na lista de ‘alto risco’ significa que os viajantes sem a vacinação completa contra a covid-19 que visitem a região são colocados em quarentena de 10 dias à chegada à Alemanha. O período de isolamento pode ser reduzido para cinco dias se for apresentado um teste negativo ao fim do quinto dia.

Cláudia Évora