Cães e gatos com sintomas de covid-19, como febre, tosse, dificuldades respiratórias e corrimento nasal, e que tenham estado expostos à doença, vão começar a ser testados, anunciou o governo de Seul, nesta segunda-feira.

A decisão do governo da capital sul-coreana surge semanas depois de conhecido o primeiro caso de infeção no país de um animal doméstico, no caso um gato.

A partir de hoje, o governo metropolitano de Seul vai disponibilizar testes à covid-19 a cães e gatos domésticos", disse aos jornalistas a responsável pelo controlo da doença em Seul, Park Yoo-mi.

Apenas os animais com sintomas e que tenham estado em contacto com humanos que testaram positivo podem realizar os testes, sublinhou, ainda, a responsável.

Estes testes serão realizados por uma equipa de profissionais de saúde, que incluirá um veterinário, nas imediações das casas onde os animais residem.

Os cães e gatos que testarem positivo terão de cumprir um período de 14 dias de isolamento nas suas habitações, mas caso os donos estejam infetados os animais serão reencaminhados para canis ou gatis, uma vez que, na Coreia do Sul, os doentes que não necessitem de internamento hospital também não ficam nas suas casas, cumprindo o isolamento em unidades centrais disponibilizadas pelo governo.

O último caso conhecido a nível mundial de infeção em animais ocorreu no mês passado nos Estados Unidos, depois de dois gorilas do zoo de San Diego terem testado positivo à covid-19 após apresentarem sintomas como tosse e congestão nasal.

Redação / CM