As autoridades alemãs detiveram um homem de nacionalidade tunisina que poderá ter estado envolvido no ataque a um mercado de Natal em Berlim, onde morreram 12 pessoas na semana passada.

O agora detido, cujo nome não foi divulgado, tem 40 anos, reside em Tempelhof, Berlim, e o seu contacto estava gravado no telemóvel de Anis Amri, o alegado autor do ataque, que foi morto na sexta-feira, em Milão, refere a Reuters.

A informação, confirmada pelas autoridades alemãs, dá ainda conta que a polícia fez buscas na casa e na empresa deste homem na manhã desta quarta-feira.

Outras investigações indicaram que ele pode ter estado envolvido no ataque. Em que medida, ainda é necessário investigar mais", disse fonte oficial, citada pela Reuters.

Esta quarta-feira, foi divulgado o trajeto que Anis Amri terá feito desde Berlim a Milão. Nas últimas horas, foram ainda reveladas duas imagem de câmaras de videovigilância em Itália, que captaram o tunisino nas estações de Turim e Milão, nesta última momentos antes de ser mandado parar numa patrulha da polícia.

As últimas investigações ao ataque deram ainda conta que o motorista original do camião, um homem de nacionalidade polaca que não esteve envolvido no ataque, foi assassinado horas antes do momento em que a viatura invadiu o mercado e matou 12 pessoas.