O número de mortos resultantes da explosão no oleoduto da empresa estatal Petróleos Mexicanos (Pemex), e que provocou um incêndio de grandes dimensões, na última sexta-feira, subiu para 117, anunciou o Governo mexicano.

Em conferência de imprensa, Hugo López-Gatell, um porta-voz do Ministério da Saúde, disse ainda que do total de vítimas mortais, 68 estavam no local da explosão e 49 hospitalizadas.

Segundo a adn40, um canal televisivo mexicano, do total de pessoas hospitalizadas estão duas mulheres e 47 homens, dos quais quatro são menores de idade.

Apenas dois pacientes receberam alta hospitalar.

De acordo com as autoridades, o oleoduto terá explodido horas depois de um grupo ter perfurado a tubulação ilegalmente para roubar combustível.