A Alemanha registou 9.872 novas infeções nas últimas 24 horas, mais 2.000 do que há uma semana, e 43 mortes, divulgou hoje o Instituto Robert Koch (RKI).

A incidência acumulada na Alemanha continua a aumentar e está em 134,3 novas infeções devido ao novo coronavírus em 100.000 habitantes e 111.776 novos positivos em sete dias, diante dos 129,7 de domingo e 107,3 na última segunda-feira.

Como regra geral, no início da semana os números são menores, porque menos testes são feitos no final de semana e nem todos os Estados da federação comunicam os seus dados.

O fator de reprodução semanal é 1,17, o que significa que cada 100 infetados contagiam uma média de 117 outras pessoas.

O número de casos positivos desde o início da pandemia ascendeu a 2.782.273 - dos quais cerca de 2.494.800 foram registados como recuperados - e o de mortes devido à covid-19 subiu para 75.913.

O RKI estimou que há cerca de 211.500 casos ativos na Alemanha.

Foram admitidos 3.457 pacientes com covid-19 nas unidades de cuidados intensivos no domingo - mais 67 num dia -, dos quais 1.872 - 54% e 37 a mais do que no sábado - precisam de respiração assistida, de acordo com dados da Associação Interdisciplinar do Departamento Alemão de Cuidados Intensivos e Medicina de Emergência (DIVI).

Num dia, os cuidados intensivos receberam 217 novos pacientes com covid-19 e 43 dos internados morreram.

Na Alemanha, 3.768.080 pessoas receberam as duas doses da vacina, 4,5% da população, e 8.602.339 (10,3%), pelo menos uma.

/ CP