Pelo menos um polícia, dois seguranças e quatro membros do grupo que atacou esta segunda-feira o edifício da Bolsa de Valores de Karachi morreram numa troca de tiros, segundo fontes policiais do Paquistão a diversas agências de notícias.

Pelo menos outras três pessoas ficaram ainda feridas no ataque realizado com recurso a armas de fogo e granadas no sul do Paquistão.

Um grupo de terroristas tentou entrar no edifício da Bolsa de Valores. Na troca de tiros, os quatro atacantes morreram e posso confirmar que pelo menos um polícia morreu", disse à Efe um porta-voz policial, Rizwan Patel.

A agência de notícias Associated Press (AP) cita outra fonte policial que garantiu que mais dois seguranças perderam a vida no ataque.

O ataque à Bolsa de Valores de Karachi ocorre 10 dias depois de uma granada ter sido lançada numa fila fora de um departamento de assistência social, matando uma pessoa e ferindo outras oito, indicou a agência de notícias France-Presse (AFP).

Nenhum grupo assumiu para já a responsabilidade pelo ataque.

Após uma década sangrenta, durante a qual os ataques foram diários, a violência caiu drasticamente no Paquistão. Este tipo de ataques são agora a exceção, quando antes eram a norma.

/ BC - atualizada às 08:05