Uma bombista suicida fez-se explodir, nesta segunda-feira, no centro de Tunis, capital da Tunísia.

O ministério do Interior da Tunísia confirmou nove feridosoito deles polícias.

Uma testemunha relata que houve uma explosão em plena Avenida Habib Bourguiba, uma das mais movimentadas e que atravessa a cidade com hotéis, lojas, cafés e escritórios. O atentado ocorreu pouco depois das 14 horas locais, numa zona cercada pela polícia e no primeiro dia de férias escolares, segundo, ainda, o governo.

A atacante é uma mulher, de cerca de 30 anos, que visou um grupo de polícias. A sua morte é, até ao momento, a única registada.

Há três anos que não havia um ataque desta natureza na Tunísia.

Em 2015, 21 pessoas foram mortas durante um sequestro no museu nacional de Tunis, o Bardo, e outras 38, a maioria turistas britânicos e ainda uma portuguesa, foram assassinadas num resort balnear. Também neste ano um atentado num autocarro fez 12 mortos.

/ AR/CM