Cheias repentinas causaram o caos em mais de uma dezena de campos refugiados na província de Idlib, no norte da Síria. Segundo a agência noticiosa turca Anadolu, as cheias atingiram 11 campos de refugiados e afetaram 25 mil pessoas.

As inundações destruíram tendas, stocks de comida e água, e submergiram as precárias ligações rodoviárias na zona de Atma.

"A 26 de dezembro, fortes chuvas inesperadas inundaram o norte da Síria. Centenas de tendas foram destruídas em Atma, Dana, Sarmada e Qah, a norte de Idlib", revelou a União de Organizações de Assistência Médica e Socorro (UOSSM) em comunicado.

Segundo o mesmo comunicado, mais de 250 mil refugiados foram afetados pelas cheias.

Na guerra civil na Síria já morreram centenas de milhares de pessoas e milhões tiveram de fugir, naquela que é a maior crise de refugiados desde a Segunda Guerra Mundial.