O número de mortos na sequência da passagem do ciclone Kenneth por Moçambique provocou 41 mortos, segundo um novo balanço feito hoje pelo porta-voz do Conselho de Ministros, Armindo Ngunga.

No total, segundo o porta-voz do Governo moçambicano, o ciclone afetou 35.228 famílias no norte do país, tendo destruído parcialmente 32 mil casas e duas mil completamente, além de ter devastado 31 mil hectares. O número de feridos não foi atualizado, permanecendo nos 39 feridos.