A vaga de frio polar que está a atingir os EUA já fez 12 mortos, avança a CNN. De acordo com a cadeia televisiva, as temperaturas extremas que assolam o país devem subir já no fim de semana, para alívio da população.

Em vários estados do Norte e do Midwest já foi declarado o estado de emergência, uma vez que os termómetros já chegaram aos 40 graus negativos. O serviço de meteorologia norte-americano deixou o alerta à população de que estas temperaturas podem matar em minutos.

Para além das vítimas mortais, centenas de pessoas têm acorrido aos hospitais com queimaduras de frio e sintomas de hipotermia. As escolas continuam fechadas e os transportes paralizados, sendo que a população foi aconselhada a manter-se dentro de casa.

De acordo com o metereologista da CNN, Dave Hennen, "hoje é o último dia de ar frio extremo". 

"As temperaturas vão subir rapidamente nas áreas onde observámos frio exremo, criando um efeito iôiô com a extrema diferença de temperatura", alerta.

O frio polar foi de tal ordem que cerca de 72% da população dos EUA ficou sob temperaturas abaixo dos zero graus. Illinois, Iowa, Minnesota, Dakota do Norte, Dkota do Sul, Wisconsin e zonas do Kansas, Missouri, Montana e Nebraska, foram as regiões e os estados mais afetados.