Um passageiro de 22 anos, alegadamente alcoolizado, foi preso ao lugar com fita adesiva desde a boca ao peito, durante um voo da Frontier Airlines, entre Filadélfia e Miami, no domingo.

A situação foi filmada por outro passageiro.

No vídeo divulgado nas redes sociais é possível ver o jovem sentado no seu lugar, a falar alto e a insultar terceiros, com a máscara abaixo do queixo, fazendo ainda referência ao dinheiro que os pais tinham. Depois, já sentado noutro lugar, vê-se o momento em que é imobilizado com a fita adesiva, que é colocada desde a boca até ao peito, de modo a impedir que se movesse ou falasse.

Maxwell Berry foi detido à chegada a Miami, sob suspeita de três crimes de agressão.

De acordo com os queixosos, duas mulheres e um homem, todos assistentes de bordo, o jovem de 22 anos tocou inapropriadamente nas duas assistentes, depois de ter pedido duas bebidas alcoólicas. Agrediu depois o colega do sexo masculino, que ficou a vigiá-lo, quando este lhe pediu que se acalmasse.

No entanto, apesar das queixas apresentadas, os assistentes de bordo foram temporariamente suspensos pela companhia aérea enquanto decorre o inquérito.

Isto porque o passageiro foi imobilizado com fita adesiva, apesar de ter sido a companhia aérea a providenciar o material a bordo, precisamente para controlar um passageiro que precise de ser imobilizado.

O sindicato de trabalhadores acusa a Frontier Airlines de ter decidido suspender os três funcionários com base na divulgação dos vídeos.

Redação / CM