O Prémio Nobel da Química de 2021 foi esta quarta-feira atribuído aos cientistas Benjamin List e Davd MacMillan, pelo desenvolvimento da organocatálise assimétrica. Trata-se de uma nova ferramenta para a construção de moléculas, que tem utilização na indústria farmacêutica e permitiu tornar a química mais "verde", indica o comité do Nobel.

Fabricar moléculas é uma arte difícil", explica o comunicado do Prémio Nobel, que decidiu atribuir o galardão a dois cientistas pela "engenhosa ferramenta de construir moléculas".

"Muitas investigações e indústrias estão dependentes das capacidades dos cientistas para construirem moléculas que possam fabricar materiais elásticos e duráveis, armazenar energia em baterias ou inibir a progressão de doenças. Este trabalho requer catalisadores, substâncias que controlam e aceleram as reações químicas, sem fazerem parte do produto final. Por exemplo, os catalisadores nos carros transformam substâncias tóxicas nos gases do escape em moléculas inofensivas. Os nossos corpos também contêm milhares de catalisadores na forma de enzimas, que podem talhar as moléculas necessárias à vida", refere o comité sueco.

Os catalisadores são ferramentas fundamentais na química, mas há muito que os cientistas acreditavam existirem apenas dois tipos de catalisadores, metais e enzimas. 

Benjamin List e David MacMillan vencem o Prémio Nobel de 2021 porque em 2000, independentemente um do outro, desenvolveram um terceiro tipo de catálise. Chama-se organocatálise assimétrica e fabrica pequenas moléculas orgânicas", sublinha o comunicado da  Real Academia das Ciências sueca.

Os catalisadores orgânicos contêm elementos como oxigénio, nitrogénio, enxofre ou fósforo. Isto quer dizer que estes catalisadores são ao mesmo tempo amigos do ambiente e mais baratos de produzir".

A declaração sobre o Nobel da Química sublinha ainda que a organocatálise se desenvolveu a grande velocidade e que tanto List como MacMillan são líderes no seu camo de estudos, monstrando que o processo pode ser usado para variadas reações químicas. "Usando estas reações, os cientistas podem de forma mais eficiente construir qualquer coisa, desde novos medicamentos a moléculas que absorvem a luz em células fotovoltaicas", com grande benefício para a Humanidade.

Benjamin List nasceu em Frankfurt, na Alemanha, e é investigador no Max-Planck-Institut für Kohlenforschung. David W.C. MacMillan nasceu em 1968 em Bellshill, no Reino Unido, estando atualmente na Universidade de Princeton, nos Estados Unidos da América.

Os prémios Nobel nasceram da vontade do cientista e industrial sueco Alfred Nobel (1833-1896) em legar grande parte da sua fortuna a pessoas que trabalhem por “um mundo melhor”. O prestígio internacional dos prémios Nobel deve-se, em grande parte, às quantias atribuídas, que atualmente chegam aos dez milhões de coroas suecas (mais de 953.000 euros).

Amanhã, 7 de outubro, é atribuído o Nobel da Literatura, seguindo-se na sexta-feira o Prémio Nobel da Paz. Na segunda-feira da próxima semana, dia 11 de outubro, é atribuído o Prémio Nobel da Economia.

Já esta semana, foi atribuído o Nobel da Medicina de 2021 a David Julius e Ardem Patapoutian, assim como o Nobel da Física a Syukuro Manabe, Klaus Hasselmann e Giorgio Parisi.

Bárbara Cruz