Algumas partes do mundo já estão em 2017. As primeiras foram os arquipélagos de Kiribati, Tonga e Samoa. O Ano Novo chegou quando eram 10:00 em Lisboa. 

Uma hora depois, foi a vez da Nova Zelândia, com o primeiro grande espetáculo de luz, em Auckland. Os céus da maior cidade do país iluminaram-se com fogo-de-artifício, lançado da Torre Sky, a maior estrutura do hemisfério sul, com 328 metros de altura.

Depois da Nova Zelândia foi a vez da Austrália. A entrada em 2017 foi celebrada com um fogo de artifício na baía de Sidney, uma das imagens de fim de ano mais espetaculares do mundo.

No fogo de artifício de Sidney alguns dos disparados são feitos a partir das embarcações que participam no desfile de réveillon na famosa baía da Austrália, mas a grande maioria dos disparos pirotécnicos surgem a partir da ponte do porto de Sidney e do edifício da ópera.

Em redor deste que é um dos maiores portos naturais do mundo milhões de pessoas assistem ao fogo de artifício.

Este ano, a contagem decrescente para o novo ano acontece com o atraso de um segundo. É uma forma de compensar a desaceleração da rotação do planeta.