Nguyen Dinh Tu é o mais recente nome a ser confirmado entre as 39 vítimas encontradas mortas num camião em Essex.

Segundo a esposa,  Nguyen Dinh Tu pediu-lhe que ajudasse a angariar 11 mil libras (cerca de 12 mil euros)  para cobrir o custo de uma viagem ilícita da Alemanha ao Reino Unido, onde esperava encontrar trabalho.

Eu perdi o contacto com ele no dia 21 de outubro", disse Hoang Thi Thuong, a esposa, à Reuters.

 

"Tenho uma grande dívida para pagar, não tenho esperança, nem energia para fazer alguma coisa", admitiu.

O pai da vítima, Nguyen Dihn Tu, confirmou à agência Reuters que o filho viajava no camião.

Todos os 39 estão mortos e ele deve ser um deles. Ele partiu. Não resta nada dele. Ele morreu", disse o pai de luto.

O pai disse que soube através de familiares que trabalham no Reino Unido e que iriam supostamente recolher a vítima quando ela atravessasse a fronteira britânica.

Eles sabiam a rota, a hora e o ponto de entrega do camião, se o disseram, deve ser verdade. E acho que é verdade porque nunca mais tive novidades do meu filho."

De acordo com a polícia britânica de Essex, todas as 39 vítimas encontradas mortas num camião, no sudeste de Inglaterra, foram já retiradas e transportadas para a morgue onde vão ser realizadas as autópsias.

Citado pela Associated Press (AP), o inspetor-chefe Martin Pasmore explicou que muito poucos documentos foram encontrados junto dos corpos.

O investigador encontrou-se este sábado com o embaixador vietnamita, depois de divulgadas nas redes sociais informações de que muitas das vítimas serão oriundas daquele país do sudeste asiático.

Pasmore voltou a apelar para que aqueles possam ter informações sobre as vítimas ajudem nas investigações.

Inicialmente, a polícia britânica anunciou que as 39 vítimas - 31 homens e 8 mulheres - eram chinesas, mas surgiram dúvidas e um porta-voz disse na sexta-feira que a informação poderia mudar devido ao processo de identificação das vítimas.

Os 39 corpos foram encontrados na manhã de quinta-feira numa área industrial de Grays, cerca de 30 quilómetros a leste de Londres, e foram transferidos para o hospital de Brómios, na cidade de Celastro, para serem autopsiados.

 

Mais um detido por suspeitas de tráfico de pessoas e homicídio involuntário

A polícia irlandesa informou este sábado que prenderam um rapaz com 20 anos por suspeitas de envolvimento nas mortes das 39 pessoas encontradas num camião perto de Londres na passada quarta-feira.

Segundo o canal RTE, o suspeito foi detido no porto de Dublin na manhã deste sábado, depois de ter chegado numa embarcação que vinha de França.

A polícia britânica já tinha detido quatro outras pessoas por suspeitas de tráfico de pessoas e homicídio involuntário.

Henrique Magalhães Claudino / Com Lusa