O abate de doze cães pelas autoridades, durante o internamento dos donos doentes com covid-19, está a causar consternação e revolta no Vietname.

Pham Minh Hung e Nguyen Thi Chi, os donos dos animais, encontravam-se em viagem pelo Vietname, na companhia de mais três familiares, em busca de melhores condições de vida. O casal estava a documentar a jornada nas redes sociais, tendo publicado vários vídeos que se tornaram populares entre os internautas do país. Começaram a viagem com 15 cães, mas, durante o trajeto, deram dois dos animais e outro morreu.

A meio do percurso, o casal contraiu covid-19 e necessitou de tratamento médico. Foi na cama do hospital que foram informados do abate dos doze animais de estimação.

Eu e a minha mulher chorámos tanto que não conseguimos dormir. Não quis acreditar que isto aconteceu, não consegui proteger os meus bebés”, declarou Pham Minh Hung à BBC, falando dos seus cães.

Hung adiantou também que pretende levar o caso à justiça.

Eu cuidei dos meus bebés durante seis anos, quero justiça para eles”, afirmou.

O ato, justificado pelas autoridades como necessidade de saúde pública, para evitar a propagação da covid-19, gerou insatisfação na população vietnamita. Há já uma petição com cerca de 150 mil assinaturas que pede o fim desta prática.

Nguyen Hong Vu, cientista do City of Hope National Medical Centre, nos Estados Unidos, classifica a decisão como “ridícula”.

“Não há provas científicas de que cães e gatos possam ser vetores de transmissão da covid-19 para humanos. Há maneiras de lidar corretamente com esta situação, como pôr os animais em quarentena ou contactar familiares ou organizações que possam cuidar deles até aos donos recuperarem”, afirmou.

Inicialmente elogiadas pela Organização Mundial de Saúde, pela rapidez de resposta à emergência de saúde pública, as autoridades vietnamitas têm sido incapazes de conter a variante Delta. O país registou 850 mil casos de coronavírus desde o início da pandemia, a grande maioria deles registados a partir de julho deste ano.

Pedro Falardo