Pelo menos 25 pessoas encontraram a morte num desastre ocorrido na região de Oruro, na Bolívia, quando um autocarro em que seguiam chocou com um camião, cerca das 4:00 (8:00 em Lisboa).

Segundo a polícia, o desastre causou ainda ferimentos em 15 pessoas, que foram levadas para hospitais, "algumas em estado grave". Entre as vítimas mortais, há ainda dificuldades para identificar todos os corpos.

O diretor dos serviços regionais de trânsito, Víctor Hugo Lizarazu, admitiu à agência de notícias EFE que a chuva terá sido "um factor importante para a ocorrência".

A Radio Fides, emissora daquele país sul-americano que faz fronteira a leste com o Brasil, adiantou que o choque frontal entre o autocarro com 44 pessoas a bordo e o camião ocorreu num momento de pouca visibilidade, com muita neblina.

O autocarro partira da cidade de Villazón, perto da fronteira com a Argentina, e dirigia-se para a capital da Bolívia, La Paz.

Durante a madrugada, equipas de socorro tentaram ajudar os sobreviventes e retirar do local as vítimas mortais.

O acidente ocorreu na mesma rota onde, a 19 de janeiro, morreram 22 pessoas e 37 ficaram feridas, devido ao choque entre dois autocarros.