Pelo menos 26 pessoas morreram no domingo após o naufrágio de um ‘ferry’ no rio Shitalakhsya, próximo da capital do Bangladesh, anunciaram as autoridades de resgate locais.

Cinco corpos foram resgatados no domingo e, esta segunda-feira, os demais corpos foram encontrados dentro do ‘ferry’, segundo as autoridades de resgate.

O barco Sabit Al Hasan naufragou no final da tarde de domingo após colidir com um navio cargueiro, no rio Shitalakhsya. O barco tinha deixado Narayanganj, a 20 quilómetros da capital Daca, com destino ao distrito vizinho de Munshiganj.

O barco foi retirado hoje das águas altamente poluídas do rio Shitalakhsya.

O número de mortos é de 26. Encontrámos 21 corpos no barco", disse à agência de notícia AFP Mustain Billah, um responsável local.

Um membro da polícia local disse à AFP que o ‘ferry’ estava cheio de passageiros ansiosos por deixar Narayanganj, após o Governo instituir um bloqueio nacional de sete dias na segunda-feira para lidar com o recente aumento nos casos do SARS-CoV-2.

Mustain Billah disse que o ‘ferry’ transportava pelo menos 46 pessoas.

Cerca de 20 pessoas conseguiram nadar até a costa após o naufrágio", disse Billah à AFP, acrescentando que ainda pode haver pessoas desaparecidas.

"Ordenamos uma investigação sobre o acidente", acrescentou Billah.

Dipak Saha, o responsável pela polícia local, disse que a busca foi complicada por horas devido à uma forte tempestade que começou após o acidente.

Como parte das medidas restritivas de combate à pandemia do novo coronavírus, a circulação de autocarros, ‘ferries’, comboios e aviões fica suspensa a partir de hoje.

O comércio e centros comerciais ficarão encerrados por uma semana e haverá recolher noturno.

Os acidentes com ‘ferries’ são relativamente frequentes no Bangladesh e milhões de pessoas dependem desses barcos para o transporte, especialmente na região costeira do sul do país, mas estes costumam estar sobrecarregados e em más condições.

Em junho do ano passado, um ‘ferry’ afundou-se em Daca após ser atingido por outro barco, e pelo menos 32 pessoas morreram. Em fevereiro de 2015, pelo menos 78 pessoas perderam a vida quando um navio sobrecarregado colidiu com um navio de carga num rio no centro do Bangladesh.

/ MJC