Uma britânica, Gina Partington, de 58 anos, fez uma cerimónia de cremação do corpo do seu filho. No dia seguinte, para a surpresa de todos, o homem apareceu vivo.

A confusão começou quando o corpo de um homem com cerca de 30 anos foi descoberto na cidade de Manchester, no norte da Inglaterra. Ele foi identificado por um assistente social que o conhecia como sendo de Thomas Dennison, de 39 anos.

De seguida, a polícia contactou a sua mãe, que reconheceu o morto como o seu filho e procedeu ao serviço fúnebre com cremação. Um dia depois, as autoridades descobriram que Dennison estava vivo, na cidade de britânica de Nottingham, a 80 km de Manchester.

A mãe disse que a semelhança entre o morto e Dennison era muito grande. «Eu segurei a mão dele e beijei a sua cabeça. Fiquei com ele cerca de 40 minutos e podia jurar que era o meu filho», disse.

As autoridades conseguiram descobrir a identidade do corpo cremado e encontraram os parentes do «perdido» na Irlanda.
Portugal Diário