Um homem que estava a ser julgado na Índia por homicídio foi assassinado por dois homens, que se acredita serem membros de um gangue rival, após um tiroteio no tribunal de Nova Delhi.

Dois homens, vestidos com trajes de advogado, abriram fogo na tarde de sexta-feira, enquanto um arguido estava presente em tribunal, de acordo com a Polícia de Delhi.

 

"Dois criminosos mortos em contra-fogo imediato pela polícia quando abriram fogo, em trajes de advogado contra um arguido no tribunal de Rohini esta tarde. Todos os três ficaram mortos. Nenhum outro ferimento ou morte ocorreu", escreveu a Polícia de Délhi no twitter.

A polícia acrescentou que será aberto um inquérito sobre o incidente.

De acordo com CNN, Jitender Gogi, que foi preso no ano de 2020 por envolvimento em vários processos criminais, foi baleado enquanto comparecia no Tribunal Rohini, um grande complexo de tribunais, para uma audiência. O homem foi declarado morto no hospital.

Gogi foi preso em abril pelo seu alegado envolvimento em 19 casos de homicídio e tentativa de homicídio.

Redação / HCL