Cerca de 250 migrantes morreram, esta quinta-feira, depois de os barcos insufláveis em que seguiam terem afundando na costa da Líbia, no mar Mediterrâneo, anunciou uma organização de ajuda espanhola. 

A Proactiva Open Arms adiantou que já recuperou cinco corpos que boiavam perto de dois barcos insufláveis. Cada um deles devia transportar mais de 100 pessoas. A guarda costeira italiana já confirmou o número de vítimas resgatadas.

Uma responsável desta organização, Laura Lanuza, indicou que os cinco corpos são de pessoas jovens. A explicação para o que aconteceu residirá no facto de este tipo de embarcações estarem frequentemente sobrecarregadas. 

/ VC