Bill Gates diz que o novo coronavírus Covid-19 pode vir a desencadear uma pandemia que poderá causar 10 milhões de mortes em África. 

As declarações do fundador da Microsoft foram feitas poucas horas antes do primeiro caso em África ter sido confirmado no Cairo, no Egito.

Atualmente, teme-se que a doença se possa espalhar pela África Subsaariana, onde poderá desencadear um surto incontrolável, com os serviços de saúde incapazes de monitorar ou controlar o vírus.

"Este é um grande desafio: sempre soubemos que uma pandemia causada de forma natural ou intencional é uma das poucas coisas que podem sobrecarregar os sistemas de saúde e as economias, e causar mais de 10 milhões de mortes em excesso" , alertou Bill Gates.

O número total de mortes pelo coronavírus a nível mundial é de 1.669. Além dos 1.665 mortos na China continental, há a registar um morto na região especial administrativa chinesa de Hong Kong, um nas Filipinas, um no Japão e um em França.

As autoridades chinesas isolaram várias cidades da província de Hubei, no centro do país, para tentar controlar a epidemia, medida que abrange cerca de 60 milhões de pessoas.

Das últimas 139 mortes na província de Hubei, 110 ocorreram na sua capital, Wuhan, que está em quarentena desde 23 de janeiro.

Em Portugal, surgiram até agora sete situações suspeitas, mas nenhum caso se confirmou.

Segundo o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), há 44 casos confirmados na União Europeia e no Reino Unido.

/ RL