Uma criança de dois anos foi morta por um leopardo no Kruger National Park (Parque Nacional Kruger), na África da Sul. 

Segundo a BBC, o animal terá acedido a uma zona restrita do parque e terá apanhado o rapaz de surpresa. Aparentemente, a criança era filha de um dos funcionários. 

A vítima ainda foi transportada para o hospital, acompanhada pelos familiares, mas acabou por não sobreviver aos ferimentos.

Em comunicado, Ike Phaahla, porta-voz do parque, disse que este tipo de ataques são “muito raros”, e que, por norma, estes felinos têm medos das pessoas e, por isso mesmo, não se costumam aproximar. Ainda assim, informou que o animal foi abatido pelos guardas para evitar que o episódio se repetisse.

Em parques como o Kruger National Park, estes predadores interagem com os turistas e com os funcionários e, por vezes, espécies como o leopardo habituam-se às pessoas e acabam por perder o medo delas” mas "temos de perceber que eles são animais selvagens" acrescentou. 

O diretor executivo dos Parques Nacionais da África do Sul, Fundisile Mketeni, lamentou o sucedido e prestou as devidas condolências à família do rapaz.