O Centro Africano de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC) anunciou esta quinta-feira que pode ter surgido na Nigéria uma nova variante do coronavírus, mas alertou que são necessárias mais investigações.

Parece ser uma variante diferente da [detetada] no Reino Unido e na África do Sul. Precisamos de tempo [para investigar]. Ainda é muito cedo”, disse o diretor do África CDC, John Nkengasong.

De acordo com o responsável da principal autoridade de saúde pública da África, o CDC da Nigéria e o Centro Africano de Excelência para Genómica de Doenças Infecciosas daquele país – o mais populoso da África – estão a analisar mais amostras.

John Nkengasong esclareceu que o alerta sobre a aparente nova variante foi baseado em duas ou três sequências genéticas, ao que se soma o alerta da África do Sul sobre novas variantes feito na última semana.

Estas descobertas motivaram uma reunião de emergência do África CDC.

A notícia chega quando as infeções por covid-19 têm aumentado no continente africano.

Nkengasong apontou que a nova variante na África do Sul é agora a predominante nesse país, uma vez que as infeções confirmadas se aproximam de um milhão.

Embora a variante seja transmitida rapidamente e as cargas virais sejam maiores, ainda não está claro se ela leva a uma doença mais grave. Acreditamos que esta mutação não terá efeito na implementação da vacina para a covid-19 no continente”, referiu o diretor do África CDC.

Já o ministro da Saúde da África do Sul, Zwelini Mkhize, alertou na quarta-feira para “uma taxa alarmante de disseminação”, com mais de 14.000 novos casos confirmados no dia anterior e mais de 400 mortes. O país regista mais de 954.000 infeções.

A covid-19 é implacável”, disse Zwelini Mkhize em comunicado.

O continente africano registou mais 628 mortes devido à covid-19, para um total de 60.882 óbitos, e 25.936 novos casos nas últimas 24 horas, um dos valores mais elevados desde o início da pandemia, segundo dados oficiais.

De acordo com o África CDC, África regista agora 2.570.886 infetados e o número de recuperados nas últimas 24 horas foi de 12.604 para um total de 2.157.742.

A África Austral é, entre as cinco regiões africanas, a mais afetada, com 1.071.114 casos e atingiu 27.526 mortes. Nesta região, a África do Sul, o país mais atingido pela covid-19 no continente, contabiliza hoje um total de 954.258 infeções e de 25.657 mortes.

/ CE